Visualização online
         
 
 
NEWSLETTER
15# 28MAR2013
Logotipo da Universidade de Aveiro
 
 
Alunos internacionais na UA Alunos da UA oferecem Páscoa Portuguesa a Erasmus
É já neste domingo que 33 estudantes estrangeiros de intercâmbio da Universidade de Aveiro (UA) vão passar um dia diferente, independentemente da sua religião: 14 famílias de alunos da UA, de Aveiro, vão recebê-los em suas casas e mostrar-lhes como é um dia típico de Páscoa numa casa portuguesa, com direito a folar e eventualmente a visita do Compasso Pascal.
DeCA_WebEx, a webrádio da UA DeCA_WebEx, a webrádio da UA para o mundo
Chama-se DeCA_WebEx, é uma webrádio fundada por três estudantes do Departamento de Comunicação e Arte (DeCA) da Universidade de Aveiro (UA) e vai para o ar a partir do dia 3 de abril às 21h00. O projeto de Rita Almeida, Emilio Fuentes e Sara Dias nasceu da “vontade de inovar e criar novas janelas de comunicação no seio da UA”. Assim, à distância de um clique, a DeCA_WebEx quer disponibilizar à comunidade académica, não só mais uma ponte de informação entre estudantes, professores e funcionários não docentes, como também destes para a comunidade exterior à academia de Aveiro.
 
A investigadora Célia Alves no laboratório da UA onde foi realizado o estudo Queimas domésticas causam 30 por cento da poluição atmosférica em Portugal
A queima de madeira em equipamentos caseiros representa uma fonte considerável de emissão de poluentes para a atmosfera com consequente agravamento da qualidade do ar. Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) estima que cerca de 30 por cento das emissões de partículas em Portugal tem origem na queima de madeira a nível doméstico. A percentagem tem em conta os dois milhões de toneladas de lenha que os portugueses queimaram em 2010 em lareiras e recuperadores de calor.
David Monteiro e Diogo Pires junto ao torreão do Parque Infante D. Pedro Spin-off da UA quer envolver a população na reabilitação de monumento de Aveiro
Querem, literalmente, meter as mãos na massa para ajudar a reabilitar o torreão do Parque Infante D. Pedro, em Aveiro. A necessitar de uma intervenção de conservação e restauro, o torreão, um dos ex-líbris daquele espaço verde municipal, é o alvo da campanha da DDL Argamassas que quer lavar a cara ao edifício com a ajuda da população. A spin-off da Universidade de Aveiro (UA), que desenvolve argamassas tradicionais à base de cal próprias para a reabilitação de edifícios antigos, propõem-se oferecer metade do valor daquela matéria-prima por cada encomenda recebida.
 
             
 
Esta newsletter, semanal, é produzida pelos Serviços de Comunicação, Imagem e Relações Públicas da Universidade de Aveiro, com conteúdos do @ua_online.
©2012 Universidade de Aveiro